Onde est� o Aedes?

nível de
atenção

21/05/2019

Sade revisa nmeros da dengue na cidade

Porto Alegre contabiliza 255 casos de dengue, sendo 243 autctones e 12 importados at o final da semana epidemiolgica 20 (dados cumulativos, de 30/12/18 a 18/05/19). O nmero foi divulgado pela Secretaria Municipal de Sade, por meio da Equipe de Vigilncia de Doenas Transmissveis, nesta tera-feira, 21.
 
Os 243 casos autctones foram registrados em sete bairros, com destaque para o Santa Rosa de Lima, onde foram confirmados 207 pacientes com dengue. Os demais so Jardim Lindoia (13), Jardim Floresta (12), Sarandi (4), Ruben Berta (3), Floresta (3) e Cristo Redentor (1). 
 
Os 12 casos importados so de pacientes com local e infeco provvel em Fernando de Noronha/PE (2); So Paulo – Capital (2), So Jos do Rio Preto (1) e Campinas (1); Belm/PA (1), Vitria/ES (1), Betim/MG (1), Rio de Janeiro/RJ (1), Dourados/MT (1) e Canoas/RS (1).
 
At 18 de maio, foram notificados 623 casos suspeitos de dengue entre moradores de Porto Alegre. Alm dos 255 confirmados, 261 foram descartados e 105 seguem em investigao.
 
A prefeitura mantm trabalhos na regio norte, em especial no bairro Santa Rosa de Lima, com visitas dirias de agentes de combate a endemias e comunitrios de sade, fiscais da Fiscalizao Ambiental da SMS, alm dos bloqueios de transmisso viral, com aplicao de inseticida nos locais casos confirmados, nos dias em que no h chuva.
 
Denncias de focos de mosquitos – Na ltima semana, a prefeitura implementou mais um canal para denncias de cidados sobre dvida em relao a focos de mosquitos. Agora, o servio Fala Porto Alegre tem trs formas de acesso. Entenda como funciona
 
Os prazos para atendimento das denncias variam de acordo com o tipo de demanda e cenrio epidemiolgico da cidade. “Por isso, importante que os moradores de bairros com transmisso viral confirmada vistoriem pelo menos uma vez por semana todos os ambientes de seus imveis, com ateno especial para vasos de plantas, ralos e calhas, precisamos diminuir criadouros, que a medida mais efetiva para diminuir a populao do mosquito transmissor, o Aedes aegypti”, destaca o diretor da Vigilncia em Sade Anderson de Lima.